O Programa Bolsa Família (PBF) foi um programa instituído no Governo Lula com a finalidade de integrar alguns dos benefícios sociais que existiam antes da época na qual ele governou.

O principal intuito é auxiliar as famílias que se encontram em situação de pobreza e de extrema pobreza a terem condições de vida mais dignas e que não sofram com a desigualdade social em nosso país.

O programa atende atualmente quase 14 milhões de família em todo o Brasil.

É controlado pelo Ministério do Desenvolvimento Social – MDS  e sua gestão é descentralizada, contando com os esforços das esferas federal, estadual e municipal para a efetividade das ações que são vinculadas ao programa.

programa bolsa familia
Programa Bolsa Família

Quando foi criado o Bolsa Família?

Foi criado em 20 de outubro de 2003 pela Medida Provisória 132, no Governo Lula.

Posteriormente, em 9 de janeiro de 2004, foi transformado na Lei Federal n. 10.836, que unificou e ampliou os seguintes benefícios anteriormente dados pelo Governo:

  • Bolsa Escola;
  • Bolsa Alimentação;
  • Auxílio Gás;
  • Cadastro Único;
  • Programa Nacional de Acesso à Alimentação.

Ele se fez necessário porque, anteriormente, era muito difícil do Governo ter acesso às informações das pessoas e ter um cadastro unificado que contivesse todos os dados das famílias.

Então o Governo pegou tudo e encaixou no Bolsa Família.

Cadastro do Bolsa Família

O cadastro do Bolsa Família é feito através do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Ele é feito no CRAS(Centro de Referência de Assistência Social) no município em que a pessoa mora. Em alguns casos é feito na Secretaria de Assistência Social ou no setor específico do Cadastro Único.

Isso é porque a gestão é descentralizada e cada município define como serão as iniciativas para o atendimento dos beneficiários.

Os documentos obrigatórios são o CPF ou Título do Responsável Familiar e um documento de cada uma das pessoas que morarem na casa, mas podem ser solicitados outros documentos com a finalidade e melhorar o atendimento na hora do cadastramento.

Como Receber o Bolsa Família?

Para receber o Bolsa Família é necessário fazer o cadastro conforme descrito acima.

O gestor municipal fará a inclusão dos dados no Cadastro Único Online para que o MDS analise a renda per capita e a composição familiar a fim de liberar o benefício.

Se a família for contemplada, um cartão é emitido pela Caixa Econômica Federal e chega diretamente na casa do beneficiário através dos Correios.

Não existem um prazo específico, mas é bom o gestor e o beneficiário ficarem atentos pois acontece muito de o cartão não ser entregue e a pessoa perder o benefício devido a isso.

O que é renda per capita?

É o somatório de todas as rendas da família dividido pelo número de pessoas da casa.

Se uma família, por exemplo, recebe um salário mínimo de R$937,00(valor de 2017) no total e possui 5 pessoas na casa, a renda per capita da mesma é dada pela seguinte conta:

Renda per capita  = R$ 937,00 / 5 = R$ 187,40

Então, a renda per capita para uma família que recebe salário mínimo de R$ 937,00 e é composta por 5 pessoas é de R$ 187,40.

Quem poder receber o Bolsa Família?

Nem todos possuem direito de receber o Bolsa Família.

Para receber o benefício é necessário estar em situação de pobreza ou em situação de extrema pobreza, sendo que:

Situação de extrema pobreza: Renda per capita de até R$ 89,00

Nesse caso todas as famílias podem receber o benefício.

Sendo assim, não é necessário possuir gestantes, crianças ou adolescentes na casa para que a família possa receber os benefícios do Programa Bolsa Família.

Situação de pobreza: Renda per capita de R$ 89,01 a R$ 178,00

Só recebem as famílias em situação de pobreza que possuírem gestantes e/ou crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos na composição.

Ou seja, se a família for composta apenas por maiores de 18 anos, e estiver em situação de pobreza, não tem direito ao benefício do Bolsa Família.

Objetivos do Programa Bolsa Família

O programa foi criado como uma tentativa de erradicar a pobreza e diminuir a desigualdade entre a população brasileira. Os principais objetivos são:

  • Combater a fome e incentivar a segurança alimentar e nutricional;
  • Promover o acesso das famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza à rede de serviços públicos, em especial os de saúde, de educação e assistência social;
  • Apoiar o desenvolvimento das famílias que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza;
  • Enfrentar a pobreza e a desigualdade; e
  • Incentivar órgãos e instâncias do poder público a atuarem de forma articulada na promoção e implementação de políticas sociais, que visem contribuir para a superação da condição de pobreza das famílias atendidas pelo Programa.

Ou seja, a ideia é dar uma situação de vida mais digna a todos os brasileiros que necessitarem.

Parceiros

 

Emprego no Brasil

 

Bolsa Família
4.9 (98.25%) 103 votes